1 fruta que comi na gravidez fez a minha bebe nascer com intestino pra fora



Quando a pequena Sofia Cass nasceu imediatamente os médicos tiveram que colocar seus intestinos em um saco plástico para mantê-la viva. Durante a gestação sua mãe Suzanne Burt, 37 anos, já havia sido informada que a menina tinha gastrosquise.

Gastrosquise é uma condição em que há uma má formação na parede abdominal, de modo que há uma abertura na barriga e o intestino e/ou estômago acabam saindo. “Quando eu descobri que ela tinha gastrosquise, no ultrassom de 12 semanas de gestação, eu fiquei destruída. Os médicos me explicaram que este problema era mais comum em mães que fumavam, bebiam ou usavam drogas. Mas eu não fazia nada disso! Sempre fui muito saudável e não conseguia entender porque aquilo ocorreu com a minha filha. Mas ao invés de entrar em pânico, eu comecei a pesquisar sobre o assunto”, contou Suzanne em entrevista ao jornal britânico DailyMail.

E foi quando ela descobriu algo surpreendente. De fato, diversas pesquisas sobre gastrosquise têm relacionado o problema à um pesticida muito usado em todo o mundo, inclusive no Brasil: a atrazina. Um dos estudos mais recentes sobre o assunto, publicado na revista científica Maternal and Child Health Journal e feito com mais de 9.551 bebês e suas mães descobriu que em mulheres com mais de 25 anos o risco do bebê ter gastrosquise aumenta se a mãe ingere ou é exposta a grandes quantidades de atrazina na gestação.

Ocorre que a atrazina é um pesticida muito utilizado no cultivo do abacaxi. “Eu passava muito tempo em fazendas por causa do meu trabalho e eu tive muito desejo por abacaxi na gestação, então comi muito desta fruta. Apesar de ter cuidado muito da minha saúde na gestação, eu não comi nada orgânico, então faz todo o sentido que esse pesticida tenha causado a gastrosquise da minha filha”, afirma Suzanne.

É importante ressaltar que apesar dos estudos e dos hábitos alimentares de Suzanne ainda não é possível ter certeza de que a atrazina presente no abacaxi de fato aumenta o risco da gastrosquise no bebê.

Devido à condição, a pequena Sofia precisou nascer antes do tempo. Suzanne foi submetida à uma cesárea de emergência seis semanas antes da data prevista para o parto. E assim que veio ao mundo a pequena Sofia já começou a lutar por sua vida. Ela precisou ficar internada por cinco semanas para que os médicos conseguissem colocar boa parte do intestino para dentro de sua barriga. Além disso, no meio do tratamento, a bebê ainda contraiu sepse e quase morreu.

Mas a bebê conseguiu se recuperar e hoje está em casa, mas ainda tem um longo tratamento pela frente, já que não foi possível colocar todo o intestino para dentro da barriga durante sua internação no hospital. “Ela é a minha pequena guerreira e tenho certeza que vai conseguir se curar completamente”, conclui Suzanne.

Fonte: Blog Super Mãe

Se for pra ter alguém, que seja alguém que valha a pena



Se for para ter alguém, que seja alguém que nos acalme no meio das nossas crises e que até nos irrite quando tudo parecer tedioso demais.

Se for para ter alguém, que seja alguém que nos queira ver sempre a sorrir e que se esforce para que nós tenhamos ainda mais motivos para isso.

Se for para ter alguém, que seja alguém com quem nós não dividamos somente uma simples cama, mas também os problemas, os sonhos e os pequenos detalhes insignificantes do dia a dia.

Se for para ter alguém, que seja alguém com quem nós tenhamos química, mas também física, matemática e, principalmente, muito romance e história para viver e contar.

Se for para ter alguém, que seja alguém com quem nós nos demos bem na maior parte do tempo, porém, que discutamos às vezes porque isso é sinal que ambos nos importamos em fazer dar certo.

Se for para ter alguém, que seja alguém que não nos faça derrubar lágrimas se não for de alegria. Alguém que nos dê carinho gratuito em abundância e que nós não precisemos pedir atenção ou ir atrás, porque sentimos que estamos a caminhar juntos na mesma velocidade e direção.

Se for para ter alguém, que seja alguém que nos abrace forte, que nos faça querer ser melhor como pessoa.

Se for para ter alguém, que seja alguém que nos apoie nas noites de estudos e que mesmo não entendendo nada do assunto nos ajude, nem que seja com um café quentinho e um ‘vai dar tudo certo’.

Se for para ter alguém, que não seja alguém que necessite enviar um helicóptero para atirar pétalas de rosas na nossa rua e sim que nos surpreenda com uma tentativa de prato bonito, com um chocolate, com um bilhete escrito à mão, com uma mensagem de ‘vi isto e lembrei-me de ti’, com um beijo inesperado e com um abraço que não soluciona, mas conforta como nenhuma outra coisa.

Se for para ter alguém, que seja alguém que nos valorize, que nos ajude a crescer, que nos faça sentir livres e que se orgulhe de cada uma das nossas pequenas conquistas individuais.

Se for para ter alguém, que seja alguém que nos faça pensar, que nos desafie, que nos inspire e que desperte um sorriso a cada chegada e uma vontade de prolongar o tempo antes de cada partida.

Se for para ter alguém, que esse alguém tenha vida própria, dias de cerveja apenas com os amigos, cafés da tarde com a família, preocupações com o trabalho, e que nos fale sobre assuntos que nós não dominamos, pois uma relação em que as partes não têm uma certa individualidade só tende a ficar chata e desinteressante.

Se for para ter alguém, que seja alguém que seja parceiro, mas que também nos deixe sozinhos para nós organizarmos os nossos pensamentos e aprendermos a valorizar todos os encontros.

Se for para ter alguém, que seja alguém que nos deixe à vontade, que nos tire, aos poucos, o medo de demonstrar, de contar, de exagerar, de errar, de chorar, de rir, de ser nós mesmos.

Se for para ter alguém, que seja alguém para nós nos orgulharmos, que seja alguém para nós admirarmos, que seja alguém para nós valorizarmos.

Se for para ter alguém, que não seja necessário mais ninguém. Se for para ter alguém, que seja alguém que, todos os dias, insista em sentir falta do nosso abraço no meio de todos os outros 7 bilhões de abraços do mundo.

Leia mais: Jéssica Delalana

Após sair do “Encontro”, Felipe Andreoli diz como era Fátima Bernardes nos bastidores do programa



Felipe Andreoli já não faz mais parte do Encontro, programa apresentado por Fátima Bernardes em todas as manhãs na Globo.

O marido de Rafa Brites se despediu do programa para apresentar o Esporte Espetacular, clássico dominical do canal carioca.

E em entrevista, o global comentou sobre Fátima, sua ex-parceira de programa: “A Fátima me ensinou muita coisa. Desde o começo, quando estava no estúdio com ela, ficava analisando como ela lidava com tudo do programa ao mesmo tempo. Ficava vendo a simpatia dela com todas as pessoas, das mais humildes às mais importantes. Aprendi muito não só profissionalmente, mas com o lado humano dela. A Fátima é uma das maiores estrelas da TV, e ver o jeito como ela trata todo mundo é uma lição de humildade e educação. Vou levar esse exemplo para sempre“, disse ele.

Embora não se saiba quando ele deva começar a apresentar a nova atração, a emissora decidiu que o jornalista formará dupla com Fernanda Gentil. O ex-judoca Flávio Canto ficará com as reportagens especiais e entrevistas do programa.

Com informações da Caras digital.

Fonte: http://www.otvfoco.com.br/apos-sair-do-encontro-felipe-andreoli-diz-como-era-fatima-bernardes-nos-bastidores-do-programa/#ixzz4c5psHFer

Príncipe não! Ela só quer um cara bacana.



Mas ela - ao contrário da maioria - nunca foi de sair por aí procurando pelo príncipe encantado e nem pelo cara perfeito, mas sempre rezou e pediu pra Deus que um bom cara cruzasse o seu caminho.

Um cara bom, digo assim: Que ao errar com ela, reconheça seus erros. Que os defeitos dela, ele saiba lidar. Que os desejos dele de crescer na vida sejam iguais aos dela.

Que seja forte, não em músculos, mas em personalidade. Que seja rico, não em dinheiro, mas em amor. Que seja simpático, não pra todas, só para quem tem respeito. Que seja bravo, não toda hora, só na cama. Que seja carinhoso, não todo dia, só depois de uma noite longa de muito amor. Que seja romântico, não sempre, só quando ela precisar. Que seja safado, não na rua, mas dentro de casa. Que a deixe livre, mas não solta. Que a prenda no coração, mas não sufoca.

E que seja assim, para sempre. Que a complete quando faltar algo. Que lhe faça ser mulher, quando ela se sentir menininha. Que encare a vida do jeito que ela encara. Afinal, pra ficar do lado dela, não precisa ser príncipe encantado não, tem que ser cabra macho, meu bem. Cabra Macho!

Fonte: Fernando Oliveira

Depois de respirar fundo e pensar mais um pouquinho, você vai entender que existe um tempo certo para que tudo aconteça



Depois de respirar fundo e pensar mais um pouquinho, você vai entender que existe um tempo certo para que tudo aconteça e que talvez o melhor a fazer seja repousar o coração nas mãos de Deus. Baixe a bola e diminua as expectativas.

Ficar só consigo mesmo é importante. Planejar bem as coisas, acalmar o coração e maneirar nos passos em falso também fazem parte do processo. É que Deus tem o melhor pra você, e a contemplação vem no tempo certo, quando menos esperar.

Não se culpe pelas falhas, pelos obstáculos ainda não vencidos. Se cobre menos e viva mais da forma que condiz. Faça por você o que tanto espera dos outros. A mudança começa em casa e a paz que ela devolve compensa todo o esforço e garante e muito aquela sensação de dever cumprido. -

Texto:Rogério Oliveira

Se está dando certo, não espalha.



Se está dando certo, não espalha. Tem coisas que merecem ficar em off. A sua felicidade por exemplo, não precisa ser explanada por aí. Se está fazendo bem, comemore, mas saiba para quem contar... nem todo mundo está preparado para ouvir e ver você dividir o riso frouxo e a saudade gostosa que você gosta de sentir.

Nem tudo merece o compartilhamento, nem tudo vale ser jogado ao vento. As pessoas não sabem lidar bem com o sucesso do outro, e mesmo que pareçam torcer contigo, algum momento, por inveja ou descuido, vão tentar colocar areia.

Não acho que isso seja egoísmo, chamo isso de proteção. Deixa que quando for a hora tudo flui naturalmente. Tem coisas que não valem o desgaste.

Rogério Oliveira

Tão bom prometer e dar amor todos os dias e saber que é recíproco



Tão bom prometer e dar amor todos os dias e saber que é recíproco. Tão bom ter um abraço protetor que se torna casa, trazendo aconchego e fazendo tudo ficar bem de novo. Tão bom saber que depois de uma discussão você fica, pelo amor que sente, pelo tanto que sabe o quanto sou cabeça dura, birrenta e tenho um medo grande de te perder.

Tão bom saber que depois de tanto tempo alguém apostaria em mim pelo o que sou. Tão bom ter alguém pra chamar de amor, de vida e poder dar todos os adjetivos cabíveis porque amar, é não ter vergonha de parecer ridículo.

Tão bom dormir sorrindo e acordar já agradecendo a Deus por me dar, mesmo sem merecer, alguém tão além e incrível como você. Tão bom saber que a vida se torna menos carga quando se tem alguém do lado ajudando a carregar o fardo e sendo o que ninguém jamais foi pra mim.

Texto: Rogério Oliveira